Atenção às regras da Fifa

 

Empresas interessadas em lançar produtos ou campanhas publicitárias com referencias à Copa do Mundo de 2014 devem estar atentas ao Programa de Proteção às Marcas da Fifa, entidade organizadora dos jogos.

As companhias patrocinadoras do evento e a própria Fifa possuem exclusividade de uso de marcas referentes ao campeonato, como o logotipo dos jogos e a imagem do mascote oficial. Sua utilização indevida pode levar à aplicação de ações civis ou penais contra os responsáveis, alerta Roberta Jaroslavsky, diretora de Desenvolvimento Turístico e Capacitação da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo 2014 no Recife (Secopa-Recife).

“Os governos federal, estaduais e municipais assinaram termo de comprometimento do País sede com a Fifa para o cumprimento das regras”, comentou Roberta. Nas regiões no entorno dos estádios, a exibição de marcas também é restrita aos patrocinadores do evento.

Roberta destaca que todo o uso das marcas oficiais é monitorado pela Fifa tanto nos estádios quanto no comércio do país-sede e na internet. Marcas nominativas também são protegidas a exemplo de “Fifa World Cup”, “Mundial 2014”, “Brasil 2014” e “World Cup 2014”.

Além do Programa de Proteção às Marcas, Roberta recomenda que as empresas observem a Lei Geral da Copa (nº 12.663/12), que estabelece, entre outros pontos, as condições de vendas de ingresso, proteção e exploração dos direitos comerciais.

Copa do Mundo 2014

Reforço da conscientização

Em Recife, cerca de 39% dos empresários da área de marketing já estruturam ações de propaganda e publicidade relacionada ao mundial, Roberta afirma que haverá uma intensificação nas atividades da Secopa-Recife para conscientizar o empresariado quanto ao uso das marcas.

“Já trabalhamos em seminários e workshops voltados para agências de comunicação e a partir de 2013 vamos aumentar o número de ações nesse sentido”, informou.

Ela indica que empresas com dúvidas quanto à utilização das marcas e divulgação de campanhas relacionadas à Copa devem recorrer à organização do evento em cada cidade-sede ou à Fifa para mais informações.

Fonte: AMCHAM Brasil